Camuflagem de Estrias e Cicatriz – Tatuagem Estética Reparadora

Pigmentos utilizados para fazer a camuflagem de estrias

Pigmento utilizado na Tatuagem Estética Reparadora

Qual é o pigmento utilizado na camuflagem de estrias e cicatriz?

Primeiramente é importante ressaltar que a camuflagem de estrias e cicatrizes é uma técnica de tatuagem. Sendo assim, a tinta e todos os demais instrumentos utilizados neste procedimento são de tatuagem.

A diferença entre uma tatuagem artística e a camuflagem de estrias e cicatrizes são os métodos utilizados. Enquanto uma tatuagem artística preza o destaque, a vibração da tinta na pele, na camuflagem a técnica aplicada permite que os pigmentos utilizados normalmente em tatuagens artísticas não vibrem demasiadamente na pele, tornando os resultados de cobertura de estrias e cicatrizes discretos e com aspecto natural.

O pigmento utilizado na camuflagem de estrias e cicatrizes é a tinta de tatuagem, ou seja, tintas inorgânicas em sua maior proporção. Há profissionais que trabalham com técnicas de micropigmentação aplicando os pigmentos na epiderme o que proporciona resultados temporários e, há profissionais que utilizam os pigmentos orgânicos elaborados para micropigmentação e os aplicam na derme.

Esse tipo de camuflagem traz resultados que a longo prazo tendem a mudar de cor devido a sua química inapropriada para trabalhos em derme e, na maior parte das vezes, resulta em uma camuflagem inestética. Esse é um dos motivos pelos quais podemos ver sobrancelhas esverdeadas, azuladas, alaranjadas etc.

Já na camuflagem realizada em nosso studio utiliza-se tinta inorgânica. Esta técnica quando aplicada de forma correta com os instrumentos apropriados proporciona resultados naturais e duradouros.

Vale destacar, para quem tem a intenção de realizar um procedimento de Brazilian camouflage tattoo, que assim como uma tatuagem artística, a camuflagem também deve ser protegida do sol, fazendo uso de filtro solar sempre que houver necessidade, evitar exposição exacerbada ao sol e tratamentos a laser na área camuflada.

Na técnica que nós desenvolvemos é possível camuflar aproximadamente 90% dos tipos de peles, onde cada pele é analisada individualmente. A fórmula personalizada e adaptada ao tom de pele é desenvolvida especialmente para cada cliente; ‘’Nós analisamos cada detalhe da pele para elaborar o método de aplicação mais eficiente.

Todas as tintas que nós utilizamos tem selo de aprovação da ANVISA e são também aprovadas pelo órgão regulador americano o FDA, Food and Drug Administration”, diz Fernanda Jaffre, dona da Tattoo Camouflage Academy e Studio Magic Ink.

Colorimetria aplicada a técnica da camuflagem de estrias – Tatuagem estética reparadora de Fernanda Jaffre

Figura 1: Todos os materiais utilizados no procedimento de camuflagem de estrias e cicatrizes – Tatuagem estética reparadora – devem ser aprovados pelo departamento de saúde e serviços humanos de sua cidade/país, no Brasil, ANVISA.

No momento da elaboração da fórmula diversos fatores devem ser considerados para poder obter bons resultados. Fernanda Jaffre é instrutora e especialista em colorimetria, ministra cursos para profissionais do mundo inteiro que querem se especializar em colorimetria aplicada a técnica Brazilian camouflage tattoo.

É vital se certificar que o professional com o qual você irá realizar sua camuflagem esteja devidamente capacitado, tendo um conhecimento profundo em colorimetria de pigmentos inorgânicos, que como citado anteriormente é diferente da colorimetria aplicada a micropigmentação.

“Para artistas de camuflagem, o conhecimento da mistura das cores é muito importante, mas o que muitos profissionais não consideram é a química por traz das cores das tintas. Cada tinta tem uma química diferente, estamos falando de elementos químicos que reagem de forma singular, com peso molecular distinto e com características intrínsecas específicas. Estes conceitos podem parecer muito distante do mundo da tatuagem, mas são essenciais pois irão influenciar diretamente nos resultados a curto e longo prazo.”, diz Fernanda Jaffre, acadêmica em biomedicina.

Trocando em miúdos, a química das tintas influencia diretamente na sua visibilidade e estabilidade na pele, esses fatores estão intimamente ligados ao sistema imunológico do indivíduo e, consequentemente irão se expressar nos resultados da camuflagem de estrias e cicatrizes – Tatuagem Estética Reparadora.

Grande parte das tintas inorgânicas são mais brilhantes e tem maior durabilidade se comparadas aos pimentos orgânicos. Os pigmentos orgânicos feitos a partir de fontes naturais são utilizados há séculos, mas a maioria dos pigmentos utilizados ​​na indústria hoje são inorgânicos ou orgânicos sintéticos.

Tatuagem Estética Reparadora – Camuflagem de estrias e cicatrizes – Estudo de Fernanda Jaffre sobre cores de pigmentos inorgânicos sintéticos

Figura 2: Estudo de tabelas de cores de pigmentos inorgânicos sintéticos na tatuagem estética reparadora – camuflagem de estrias e cicatrizes.

Pigmentos orgânicos sintéticos são derivados de alcatrões de carvão e outros produtos petroquímicos. As tintas inorgânicas são produzidas por reações químicas relativamente simples – principalmente oxidação – ou são encontrados naturalmente no solo.

As tintas inorgânicas incluem pigmentos opacos brancos usados ​​para fornecer opacidade e clarear outras cores. O elemento mais importante da classe é o dióxido de titânio. Outros pigmentos brancos são adicionados às tintas para reduzir seu custo ou melhorar suas propriedades. Esta classe inclui carbonato de cálcio, sulfato de cálcio, sílica diatomácea (os restos de organismos marinhos) e argilas de porcelana.

Os pigmentos pretos são criados principalmente a partir de partículas de carbono. O preto carbono, por exemplo, é usado para escurecer as tintas. Os pigmentos de óxido de ferro, terras, produzem ocres (marrom-amarelos), siennas (marrom-alaranjados) e umber (marrons).

Certos compostos de cromo são usados ​​para fornecer cromo amarelos, laranjas e verdes, enquanto vários compostos de cádmio produzem amarelos brilhantes, laranjas e vermelhos. O ferro, ou o prussiano, o azul e o azul ultramarino são os pigmentos azuis mais amplamente utilizados e têm origem inorgânica.

Master especialista Fernanda Jaffre analisando o tom de pele de sua cliente antes de realizar o procedimento de tatuagem estética reparadora – Camuflagem de estrias e cicatrizes

Figura 3: Master especialista Fernanda Jaffre analisando o tom de pele de sua cliente.

Após muitos anos de estudo e experiência a master Fernanda Jaffre entendeu que os pigmentos que traziam melhores resultados eram os inorgânicos, devido a suas propriedades, como comentado neste texto. É muito importante explicar aos seus clientes que a camuflagem é uma arte e que tintas envelhecem e agem de forma diferente ao da pele.

Esse comportamento das tintas pode variar de indivíduo para indivíduo, na sua durabilidade e metabolização o que permite que após alguns anos o cliente possa procurar o professional especialista na técnica de camuflagem de estrias e cicatrizes – Tatuagem Estética Reparadora para retocar a camuflagem adaptando-a ao novo quadro apresentado após envelhecimento ou mudanças de tonalidade da pele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *